23 de jan de 2016

CHUVA E EMOÇÃO NA FESTA DE SÃO SEBASTIÃO EM SÃO BENTO

Nessa quarta-feira (20), o Povoado de São Bento, localizado a 37 km da Sede curaçaense, comemorou os 100 anos da existência do Novenário de São Sebastião, Padroeiro da localidade. A programação incluiu celebração religiosa e festa dançante. A realização é da comunidade católica local com o apoio do Governo Municipal de Curaçá. Esse ano, a chuva e a emoção marcaram os festejos.

De acordo com a organização, no período da tarde houve a chegada dos romeiros, pessoas que vem de localidades próximas para pagarem promessas a São Sebastião. Após, foi realizada a Oração do Terço e batizados na Igreja local. “Percebo que a cada ano o Povoado tem recebido mais romeiros e isso demonstra que a fé das pessoas em nosso Padroeiro tem crescido”, frisou o fiel Fábio Alves. Já no período da noite, por volta das 19h30, foi celebrada a Missa em homenagem ao Santo, pelos padres João Mendes e Jodean Amâncio. O Coral Santa Cecília fez a animação musical da celebração, a qual teve Roseni Barreto como comentarista. “São Sebastião foi um exemplo na fé para nós, que precisamos estar sempre ligados a Deus. Esse é um momento muito especial para a Comunidade e também para nós que viemos hoje partilhar dessa celebração. Temos muito o que comemorar, inclusive a chuva desses tempos tem sido uma bênção para nós”, ressaltou o Padre João Mendes. Também houve o momento de ofertório, onde foram entregues no altar, simbolicamente: a água, a terra, planta, vinho e pão; e um banner com um breve histórico do Novenário, além da bandeira do Povoado de São Bento. Em seguida, houve o momento da bênção do Santíssimo Sacramento e da comunhão.

Um dos organizadores do Evento, José Afonso Leite, fez um breve histórico do surgimento da devoção a São Sebastião. “A história relata que Elpídia Pereira, conhecida como Sinhá e Manoel Pereira, chamado de ‘Né Pereira’, iniciaram a devoção ao Santo. Em 1916 foi realizada a primeira noite de Novena e segue até os dias de hoje. Todo ano, é essa grande festa aqui em nosso Povoado. Quero agradecer a todos os que contribuem para que essa tradição seja mantida: aos romeiros, à Igreja Católica, aos fieis de São Bento e ao Governo Municipal de Curaçá”, disse José Afonso.  A celebração religiosa foi finalizada com uma procissão até a casa de Né Pereira (in memorian) e após a retirada da bandeira do Padroeiro. O cortejo teve acompanhamento de carro de som e da Fanfarra FANIB. O Representante da localidade, Janilson Brandão, prestou agradecimentos. “Agradeço todos pelo empenho, à comunidade católica de Curaçá. Também a todo apoio que tivemos do Governo Municipal em tudo que buscamos. Quero agradecer ainda ao Vereador Januário por estar sempre conosco”.

Após a celebração religiosa, a chuva que caiu fina durante a missa e procissão ficou um pouco mais forte. As atrações musicais não chegaram no horário previsto para a festa dançante. Somente próximo de duas horas da manhã, o cantor Flávio Leandro conseguiu chegar, com sua comitiva, para alegria de uma turma de foliões que o esperou. O músico realizou um show emocionante desde sua entrada quando recitou uma poesia, a qual elaborou assim que subiu ao palco. “Eu sai de manhã de Pernambuco pra mostrar meu forró pela Bahia. E ao chegar nessa terra de alegria, vi as nuvens entrando em vuco-vuco. E a torneira do céu fez um sulco que deixou muita lama pelo chão. Mas com Deus e Jean na direção consegui completar meu itinerário. Vou cantar nesse lindo centenário da Novena de São Sebastião”.  O cantor curaçaense, Zé Hildo (Zé de Célia) ainda fez uma participação no show e a apresentação do forrozeiro terminou já pela manhã do dia 21.








Informações da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Curaçá

Nenhum comentário:

Postar um comentário