16 de jul de 2013

SE AS ELEIÇÕES FOSSEM HOJE, DILMA IRIA PARA 2º TURNO, APONTA PESQUISA

Pesquisa realizada pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT), em parceria com a MDA Pesquisas, aponta que, se a eleição fosse hoje, a presidente Dilma Rousseff (PT) não conseguiria vencer a disputa no primeiro turno em nenhum dos cenários formados. De acordo com o levantamento, a líder nacional conseguiria 33,4% dos votos. A ex-senadora Marina Silva (sem partido) aparece em segundo lugar, com 20,7% das intenções de voto. O senador Aécio Neves (PSDB-MG) vem na terceira posição, com 15,2%, e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), aparece em quarto lugar, com 7,4%. A consulta, divulgada nesta terça-feira (17), ouviu 2.002 pessoas entre os dias 7 e 10 de julho. As entrevistas foram realizadas em 134 municípios de 20 estados nas cinco regiões do país. A margem de erro é de 2,2 pontos porcentuais para mais ou para menos. Em cenários virtuais de segundo turno, a petista venceria em todos, mas teria algumas complicações. A disputa mais acirrada seria com Marina Silva. Dilma teria 38,2% dos votos, contra 30,5% da ex-senadora. Contra Aécio Neves (26,2%), a vantagem de Dilma se ampliaria para 39,6%. Já se o oponente fosse Eduardo Campos, Dilma venceria com 42,1% dos votos, contra 17,7% do pernambucano. Na declaração espontânea de voto, Dilma aparece com 14,8%, seguida de perto pelo ex-presidente Lula, com 10,5%. Marina Silva tem 5,9% das intenções e Aécio 4,9% de preferência do eleitorado. Campos foi lembrado por 1,4% dos entrevistados e apenas 1,2% declararam voto no ex-governador José Serra (PSDB-SP)

Nenhum comentário:

Postar um comentário