9 de jun de 2015

3º ENCONTRO DO EMPREENDEDORISMO RURAL ACONTECE NA FAZENDA MELANCIA

No último sábado (6), a Fazenda Melancia, há 24 km da sede de Curaçá, foi ambiente do 3º Encontro do Empreendedorismo Rural, o qual aconteceu no prédio da Associação Local, pela manhã. Houve palestras sobre empreendedorismo rural, proibição de caça na caatinga, manejo de caprinos e legalização de fundo de pasto. O Evento é promovido pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural (SMDR) e Sala do Empreendedor em parceria com: Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada (IRPAA), Serviço de Apoio à Pequena e Microempresa (Sebrae), Instituto Mata Branca e também da Associação da Melancia. Nessa terceira edição, contou com a participação de mais de 100 pessoas, inclusive estudantes do curso técnico em agropecuária do Colégio Estadual Manoel Novaes (CEJAF).
Os participantes fizeram muitos questionamentos, especialmente a respeito do manejo de caprinos e tecnologias de armazenamento de água. Gilmara Alves, da Sala do Empreendedor, evidenciou que é importante fazer o Encontro na própria comunidade. “Eu vejo as pessoas muito alegres gratas com esse trabalho. Não há com levar o produtor da sua localidade para a cidade com o objetivo de realizar esses cursos e palestras, o custo é alto. E eles acham melhor fazer nas suas comunidades, pois tem o trabalho diário deles aqui”, explicou Gilmara, idealizadora do Evento.        
“Fizemos um contato com a Secretaria de Desenvolvimento Rural para fazer um curso na Melancia. Aí estabelecemos a parceria e realizamos. Oferecemos um almoço para não haver deslocamento para Curaçá. As palestras tem qualidade, pois são sobre aquilo que tem a ver com o homem do campo, sua realidade”, disse Jose Carlos Santana, Presidente da Associação da Melancia, o qual também coordenou uma atividade alusiva ao dia das mães para as comunitárias presentes. “Nosso esforço muito grande da Secretaria levar informações técnicas para ajudar no dia-a-dia e aumentar sua produção agropecuária. Curaçá precisa crescer e seu rebanho caprino deve ajudar nisso”, expôs Luiz Barros, Secretário da SMDR.




Nenhum comentário:

Postar um comentário