6 de ago de 2013

VI FEIRA DE CAPRINOS E OVINOS DE PINHÕES ACONTECE NESTE FINAL DE SEMANA

Já considerada sucesso na região a Feira de Caprinos e Ovinos do distrito de Pinhões, que este ano está em sua sexta edição, acontece de 9 a 11 de agosto, no Jorrinho, localizado às margens da BR 235, a 72 km da sede do município de Juazeiro – BA. O evento inclui na sua programação exposição e comercialização de animais, palestras, cursos, concursos, leilões e serviços voltados ao setor.
Segundo os organizadores, a feira tem mudado a realidade dos produtores em vários aspectos, desde a comercialização considerada gargalo da cadeia, o melhoramento genético dos animais, o aumento da alta estima do produtor e a inserção dos jovens na atividade.  “O distrito tem sua economia voltada para agricultura de subsistência e a criação de animal, e destaca a caprinovinocultura como seu grande sustentáculo; acredito que a feira tem proporcionado avanços para os produtores da região; que a partir do evento buscaram se aperfeiçoar cada vez mais”, destacou Geraldo Araújo, coordenador do evento.
O evento é uma realização da Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento em parceria com a Associação dos Produtores Rurais do Vale Rio Curaçá (APROVIC) e Associação dos Criadores de Caprinos e Ovinos do Sertão do São Francisco (ACCOSSF). “O nosso objetivo é proporcionar aos caprinovinocultores da região, especialmente do distrito de Pinhões oportunidades de negócios que englobe todo segmento comercial local, melhorando assim, a renda e a qualidade de vida desses trabalhadores”, afirmou o titular da SEAPA, Jorge Cerqueira.
Este ano, a organização da feira aguarda a participação de 60 expositores, com aproximadamente 500 animais entre caprinos e ovinos, com exemplares de cabras de leite - atividade que surge como mais uma alternativa de geração de renda em propriedades isoladas, porém com expectativa de crescimento. Estima-se um público de cerca de 5.000 pessoas durante os três dias de evento. A feira conta com o apoio da ADAB, EBDA, SEBRAE, CODEVASF, UNEB, UNIVASF, IRPAA, STRJ, DNOCS, Mineração Caraíba, Agrovale e comércio local.

Nenhum comentário:

Postar um comentário