22 de ago de 2013

SECRETARIA DE SAÚDE DO ESTADO NEGA SURTO DE GRIPE H1N1 NA BAHIA

Com nove mortes entre os 46 casos da gripe H1N1 (influenza A) na Bahia, e mesmo com um alerta aos profissionais da saúde pela Vigilância Epidemiológica da Bahia, a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) negou que haja surto da doença na Bahia. O número de ocorrências foi registrado entre o começo de janeiro até 20 de agosto deste ano. “Não foi o que aconteceu, foram casos isolados, distribuídos em vários municípios”. Então, não é um surto, é um aumento de casos, informou Fátima Guirra, coordenadora do setor de vigilância de doenças imunopreveníveis da pasta estadual. A coordenadora diz que o que chamou à atenção neste ano foi o aumento dos óbitos entre os pacientes com a doença (18% dos enfermos morreram). Entre os municípios com maior número de casos, Salvador registrou 20 ocorrências, com uma morte. Os outros municípios com registros foram Camaçari, Teixeira de Freitas, Ipiaú, Eunápolis, Cruz das Almas, Simões Filho e Juazeiro. A última morte aconteceu em 20 de agosto, em Juazeiro. A Vigilância Epidemiológica orientou os profissionais da Saúde para, em casos de sintomas da gripe H1N1, notificar ocorrência à mesma repartição. Para a população, o aconselhamento é em casos de febre, dor de garganta e tosse não fazer automedicação e procurar atendimento especializado. Informações do A Tarde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário